PPR DA SANEPAR E OS SINDICATOS

"SANEPAR apresenta nova proposta sobre o PPR 2020 com alguns avanços".


A empresa SANEPAR apresentou nesta quarta-feira (05/05) uma nova proposta sobre a Participação dos Lucros e Resultados - PPR 2020, em resposta ao Ofício do Coletivo Intersindical nº 02/2021. Desta forma, graças à pressão das entidades sindicais, tivemos alguns avanços no PPR 2020\2021. Como por exemplo, a retirada das metas do ICC - Índice de Contrato de Concessões e da Evasão de Receitas II, aumentamos o valor de R$ 9.183,09 para R$ 10.514,03;

Outrossim, em plena pandemia, garantimos a inclusão da cláusula que garante o pagamento integral para os trabalhadores afastados por doença. Mas, apesar desses avanços, a proposta não traz nenhuma novidade que garanta o PPR dos próximos anos.

Portanto, é de suma importante salientar que, ao homologar um acordo neste momento sem os devidos certames com as condições, que garante os acordos dos PPR nos próximos anos, poderá correr o riscos e possíveis prejuízos.

Não obstante, com a derrubada das leis que garantiam o percentual obrigatório de destinar 25% do lucro para os trabalhadores e a distribuição igualitária do PPR, por derradeiro é necessário uma posição por um acordo que deixe as regras e percentuais definidos para os próximos PPR. Não é viável assinar acordos sem garantias da forma como a empresa deseja. À vista disso, é preciso regras definidas para o avanço nas negociações em defesa da Classe Trabalhador, para que possam continuar com as condições no recebimento para um PPR justo aos empregados.

Enfim, salientamos a observância com o aumento de valores deste ano, para que no próximo ano venha um possível menor valor. Precisa-se de união COLETIVA para garantir o recebimento do PPR para os próximos anos. Já foram muitos os prejuízos que tivemos que arcar com o fim das duas garantias acima citadas. Não se pode deixar a mercê e após ocorrer precarizações nos direitos dos trabalhadores.

“É importante aqui enfatizar que o Coletivo Intersindical já está debruçado sobre a proposta da Sanepar. A intenção das entidades é a apresentar na próxima semana uma linha de ação para fecharmos uma nova contraproposta.”, argumentou o presidente do SIQUIM-PR, José Carlos dos Santos.