Advogada e Advogado,

Filie-se e Fortaleça a Classe!

 Preencha a Ficha de Filiação

 E envie para: sinap@sinappr.org.br 

Videos
FAQ

Perguntas frequentes 

Ouça a rádio Blitz.Net      Ao Vivo

Programa SINAP no AR, todos os sábados das 10 ao meio dia, transmitindo notícias do mundo jurídico com convidados especiais. Participe pelo Whatsapp (41) 99658-6981 e baixe o App da rádio Blitz.net no seu celular. A Rádio blitz é uma rádio escola doo Sindicato dos Radialistas, exclusivamente transmitida via internet.

clique → https://radioblitz.net/

 

                                   Quer anunciar na rádio? 
Coloque a sua empresa ou negócio nos comerciais da rádio e no programa do SINAP. Entre em contato pelo atendimento@sinappr.org.br e peça o orçamento. Para mais informações ligue: (41) 3078-7689 ou pelo Whatsapp (41) 99658-6981
Anúnciar em rádio é muito mais rápido do que a maioria dos veículos de comunicação. Com investimento mais baixo e agilidade na hora de anunciar! 
Notícias - Blog SINAP / Eventos
Suspensas as cláusulas que previam compulsoriamente as contribuições sindicais
Decisão proferida pelo Ministro Ricardo Lewandowski, que anulou medida cautelar da decisão provisória, sobre cláusulas de dissídio coletivo pelo TRT-2.  Para haver o desconto das contribuições, sendo suficiente esta decisão em assembleia. Já que a OIT, tem o entendimento de que sendo aprovada em acordo, possa haver o desconto das contribuições.
http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=425249&caixaBusca=N
Força Sindical - PEC n. 141/2019
De forma positiva a iniciativa do Deputado Federal Marcelo Ramos (PL-AM), sobre a proposta de Emenda Constitucional, de submeter uma análise à Câmara dos Deputados, da Reforma Sindical Proposta PEC número 171/2019. Pela trajetória dos sindicatos de lutas e conquistas aos brasileiros de melhores condições e pelo crescimento econômico da população, com mais empregos e dignidade e uma sociedade com mais condições.
Homologação no Sindicato por Delegado Sindical, é mantido em Cláusula pelo TST
   A Reforma Trabalhista (Lei n. 13.467/2017), havia acabado com a exigência de HOMOLOGAÇÃO (quitação rescisória contratual de trabalho)  feito com a presença do respectivo Sindicato, para o funcionário com mais de um ano de carteira assinada. 
     O TST - Tribunal Superior do Trabalho, mantém Cláusula que prevê homologações rescisórias pelo Sindicato, e que nada impede a sua manutenção. O recurso realizado pelo MPT - Ministério Público do Trabalho, sobre a  anulação da cláusula no acordo coletivo, foi rejeitada pela Seção Especializada de Dissídios Coletivos (SDC) do Tribunal Superior do Trabalho. 
     "No entendimento do relator, ministro Caputo Bastos, a cláusula negociada confere aos empregados direito em patamar superior ao padrão estabelecido na lei, pois tem como propósito proporcionar assistência e orientação na rescisão do contrato e assegurar a correta verificação do pagamento das parcelas rescisórias. Ele destacou, ainda, que a questão não está elencada no artigo 611-B da CLT, que especifica as matérias que não podem ser objeto de negociação por compreenderem direitos de indisponibilidade absoluta.
    O ministro não verificou, no caso, a exclusão de direito indisponível nem a ocorrência de sérios prejuízos aos empregados apenas porque a legislação foi modificada para dar maior celeridade às rescisões contratuais. “Apesar da alteração, nada impede a participação direta das partes na formulação das normas convencionais que lhes sejam mais benéficas, garantindo-lhes maior segurança à homologação e à quitação da rescisão do contrato de trabalho”, frisou, ressaltando que um dos fundamentos motivadores da Reforma Trabalhista é o fortalecimento da negociação coletiva."
Fonte: http://www.tst.jus.br/noticias/-/asset_publisher/89Dk/content/tst-mantem-clausula-de-acordo-que-preve-homologacao-de-rescisoes-por-delegado-sindical?inheritRedirect=false
TABELA 2019 SINAP E AGEMED.jpg
Convênios e benefícios aos associados do SINAP
Entre em contato e Filie-se
41-3078-7689 

1/1